Guia definitivo para combinar a luz com a cor da tinta

1068 VISUALIZAÇÕES
Iluminação imagem principal blog

Quando decidimos renovar um ambiente, uma das primeiras coisas que pensamos é em que cor escolher para as paredes. Porém, a iluminação pode transformar totalmente a percepção dessas cores. Para evitar surpresas desagradáveis e garantir que o tom fique exatamente como você imaginou, preparamos um guia definitivo para combinar a luz com a cor da tinta. Vamos te ajudar a entender como a luz pode influenciar nas cores e dar dicas práticas para acertar em cheio na escolha. Vamos lá?

Color Palette Guide Of Paint Samples Catalog 2023 11 27 05 29 30 Utc

A luz na percepção da cor da tinta

A luz natural varia ao longo do dia, e isso afeta diretamente como enxergamos as cores. Pela manhã, a luz tende a ser mais fria, o que pode deixar os tons mais azulados. Já no final da tarde, a luz é mais quente, dando um toque amarelado às cores. Além disso, as lâmpadas artificiais também têm suas particularidades: lâmpadas de LED, fluorescentes e incandescentes emitem luzes com diferentes temperaturas e intensidades.

Você pode ver isso na prática através desse vídeo feito pela Suvinil, marca referência no mercado de tintas:

Dicas para combinar

Teste em diferentes momentos do dia

Antes de pintar toda a parede, faça um teste com uma amostra da cor de tinta escolhida. Pinte um pequeno quadrado e observe como ele se comporta com a luz natural em diferentes momentos do dia. Assim, você poderá ver se a cor se mantém da maneira que você deseja.

Pense na cor da iluminação

A iluminação do ambiente também depende das lâmpadas que você usa. Lâmpadas de luz amarela (quente) tendem a intensificar tons quentes (vermelhos, laranjas, amarelos) e suavizar tons frios. Já as lâmpadas de luz branca podem destacar mais os tons frios (azuis, verdes) e neutralizar os quentes.

Captura De Tela 2024 06 24 às 16.36.38

Evite cores escuras em ambientes com pouca luz

Se um ambiente não recebe muita luz natural, cores escuras podem deixá-lo ainda mais sombrio. Prefira tons claros e suaves, que refletem melhor a luz e ampliam a sensação de espaço.

Use amostras grandes

Pintar um quadradinho pequeno na parede pode não ser suficiente para perceber como a cor da tinta vai ficar. Use amostras maiores, de pelo menos 50×50 cm, e aplique em diferentes paredes do ambiente. Assim, você vê como a luz incide em cada ponto.

Atenção ao acabamento

O acabamento da tinta (fosco, semibrilho, acetinado) também influencia na percepção da cor. Tintas foscas tendem a absorver mais luz, deixando o tom mais suave, enquanto as de acabamento brilhante refletem mais luz, podendo alterar a intensidade da cor.

Ambientes integrados

Se você tem ambientes integrados, como sala e cozinha, considere como a luz de um espaço pode afetar o outro. Cores que funcionam bem em um ambiente podem parecer diferentes quando vistas do outro, devido à luz e ângulos distintos.

Captura De Tela 2024 06 24 às 16.36.19

Exemplos práticos

Sala de estar com muita luz natural: Aposte em tons neutros como bege, cinza claro ou até branco. Essas cores refletem bem a luz natural e mantêm o ambiente iluminado e aconchegante.

Quarto com pouca luz natural: Use cores claras como azul suave ou verde menta. Essas cores trazem uma sensação de calma e ampliam a luz disponível.

Cozinha com iluminação mista: Cozinhas costumam ter tanto luz natural quanto artificial. Cores como amarelo claro ou cinza podem se adaptar bem a essas condições variadas.

Captura De Tela 2024 06 24 às 16.35.56

Escolher a cor da tinta perfeita para suas paredes vai muito além de gostar de um tom específico. É essencial considerar como a luz, tanto natural quanto artificial, influencia na percepção dessa cor. Agora, confira também outras ótimas ideias para todas as etapas da obra abaixo:

Porta-objetos: organize sua casa com a Chatuba

Calcule a quantidade de argamassa com a Quartzolit

Como manter o revestimento da fachada protegido



Compartilhe:

VEJA TAMBÉM