O que você precisa saber sobre os tipos de bombas hidráulicas?

102 VISUALIZAÇÕES
Construção e Reformas imagem principal blog

As motobombas são importantes ferramentas para a transferência de água limpa para um determinado local. Elas podem ser usadas em caixas d’água, reservatórios industriais ou até mesmo para remover água acumulada em enchentes. Por isso, há diversos tipos de bombas hidráulicas no mercado.

Para um profissional, ter conhecimento das diferenças entre cada tipo de bomba e qual a forma correta de realizar a instalação, é imprescindível. Isso porque, ao fazer o procedimento de forma incorreta, além dos danos ao equipamento, todo o sistema hidráulico do local é prejudicado.

Termos necessários para instalar tipos de bombas hidráulicas

Antes de conhecer os tipos de bombas hidráulicas disponíveis no mercado e as formas de instalação, é necessário entender os termos que geralmente são especificados no ato de compra das bombas. Tendo esse conhecimento, será mais fácil entender a utilização ideal da motobomba e prevenir erros de instalação.

Medida M.C.A.

Para conseguir diferenciar melhor os modelos e a usabilidade de bomba de água, é importante conhecer o conceito de M.C.A., que significa Metros de Coluna d’Água. Essa sigla representa a pressão que a água exerce sobre determinada altura. Ou seja, a altura (pressão) que é necessária para bombear a água. Exemplo: 1 M.C.A. = 1 metro de altura.

Um exemplo prático dessa aplicação é o chuveiro. Para que ele possa funcionar adequadamente, ele precisa de no mínimo 1,5 M.C.A. e no máximo 40 M.C.A. Isso significa que a caixa d’água deverá estar no mínimo 1,5 metros acima da sua casa e no máximo 40 metros. Caso essa medida não esteja adequada, a pressão não será suficiente para o funcionamento do chuveiro. Conhecer esse conceito facilitará a escolha da bomba ideal.

Altura de recalque

O recalque é a altura da tubulação até o reservatório. Essa altura é medida a partir da saída de água na bomba até a entrada da caixa d’água. Ele também é representado por meio da M.C.A.

Sucção

É a altura e comprimento da tubulação de captação de água. Já a altura de sucção refere-se ao cálculo da superfície da água até a entrada da bomba.

Vazão

Volume da água e o tempo de transporte. Ela pode ser medida em metros cúbicos por hora (m³/h), litros por hora (l/h) ou litros por minuto (l/min). 1 m³ corresponde a 1000 litros.

Potência

Significa a força da bomba hidráulica e está relacionada à energia; quanto maior a potência, mais energia será gasta. A potência é medida por cavalo valor (cv). 1 cv corresponde a 735,5 watts por potência.

Altura Manométrica Total

É a soma da altura de sucção, altura de recalque, perdas do comprimento e tipos de tubulação e conexões. A medida utilizada também é o M.C.A.

Quais são os principais tipos de bombas hidráulicas?

As mais usadas e que precisam ser conhecidas por consumidores e profissionais são as centrífugas e as autoaspirantes.

Bomba Centrífuga

tipos de bombas hidráulicas centrífugas

Utiliza a força centrífuga, conhecida como inercial ou fictícia. O motivo dessa nomenclatura é a falta de envolvimento da aceleração, o que faz com que a força não possa ser vista de longe e apenas seja sentida pelo objeto que está sendo sujeito a ela.

Por causa disso e por operarem em locais com até sete metros de profundidade, essas bombas necessitam de uma válvula de retenção para garantir o funcionamento. Essa válvula ajuda a manter a tubulação constantemente cheia, evitando esforços de sucção.

Elas são recomendadas para a transferência de altos volumes de água para reservatórios localizados em grandes alturas, como o recalque de condomínios. Ela também pode ser usada em lugares acima do solo.

Bomba autoaspirante

tipos de bombas hidráulicas autoaspirantes

Ao contrário da centrífuga, a bomba autoaspirante consegue realizar a sucção da água sem a necessidade de uma válvula de retenção. Ela consegue manter a tubulação de sucção sempre cheia, o que favorece o transporte de água a alturas maiores. Ela funciona acima do solo e pode ser utilizada em reservatórios de até 7 metros de profundidade.

Dicas de instalação

Primeiramente, é necessário que um projeto arquitetônico seja feito antes da construção do edifício em que ficarão alojadas as bombas hidráulicas. O ideal é que haja espaço suficiente para ventilação e fácil acesso para futuras manutenções. Certifique-se de que a base é rígida o suficiente para absorver vibrações da bomba, que deve estar sempre presa por meio de parafusos. Também tenha atenção à temperatura do local, que não deve ultrapassar os 40º C.

A tubulação deve ter o mínimo de curvas e ser curta. Tenha cuidado no momento de fazer a vedação dos tubos de sucção, para evitar a entrada de ar. Uma forma de prevenir esse problema é posicionando a tubulação com uma inclinação ascendente da bomba.

Não se esqueça de verificar e considerar a altura de recalque, comprimento de tubulação e outros fatores do gênero no momento da instalação. Uma maneira de saber se o processo foi feito de forma correta é por meio do som. Uma bomba mal instalada faz um barulho incômodo e possui uma vibração exagerada. Lembre-se também que, ao colocar incorretamente o equipamento, danos precoces podem ser causados.

Acesse o blog da Chatuba Materiais de Construção para receber mais dicas sobre procedimentos e materiais de construção. Você também pode encontrar os melhores tipos de bombas hidráulicas e outros equipamentos em nossas lojas. Somos a melhor loja de materiais de construção do RJ e possuímos mais de 50 anos de experiência no setor.

Links úteis:
materiais de construção rj
loja material de construção

Compartilhe:

VEJA TAMBÉM